sábado, 28 de junho de 2014

Dormir cedo

Por alguma razão desconhecida, minha madrugada tem sido feita de inquietações. Algumas vezes penso em mim, outras muitas em você, outras poucas na vida...
Agora me diga, como eu vou dormir cedo desse jeito?

terça-feira, 17 de junho de 2014

Meteorologia

O Tempo é o vento.
A gente vê passar mesmo sendo invisível,
algumas vezes ele é agradável
outras, imprevisível:
Ninguém sabe quando ele vira furacão.
o Tempo é assim, caprichoso,
numas vezes quer se fazer notar,
noutras que se fazer de misterioso,
também ás vezes faz papel de ladrão,
mas na verdade quem se rouba de tempo somos nós.
Tempo ás vezes é homem: mandão,
Tempo ás vezes é mulher: sentimental,
Tempo é criança e gosta de brincar,
Tempo ás vezes é velhinho e gosta de ensinar,
Ás vezes tempo é você,
Ás vezes tempo sou eu,
Ás vezes não dá tempo de ver o que aconteceu.

Tempo ás vezes é brisa
e Tempo ás vezes é só tempo.
Tempo é vento em mim.
E ponto.
E fim.
Vivian Pinto



terça-feira, 10 de junho de 2014

No Mundo


É duro sentir que não pertence a lugar nenhum.
É que eu amo esse lugar, mas ainda não me achei nele. E tenho medo de passar a vida sem me achar. Será que eu tenho medo da resposta?
Queria que meu lugar fosse que nem poesia, e me achasse mais dia menos dia, queria esse lugar um dia me cutucasse e dissesse:
-Ei, psiu! Vem pra cá!
Eu sei que nada cai do céu, mas eu não sei onde procurar. Será que o céu não quer chover pelo menos uma pista? Minha cabeça deu um nó, não sei o que fazer...
É que é duro não se sentir encaixado em lugar nenhum. Eu sei que eu sou uma peça de um quebra cabeça, mas de qual desenho? De repente eu descubro quando os planetas se alinharem dentro de mim.
Vivian Pinto